Clínica de Recuperação Revive

Resgate:

Atendimento e Remoção 24 horas

Tratamento Para o Crack

 

O crack foi disseminado introdutoriamente nas classes sociais mais baixas, porém atualmente já está presente em todas as classes da sociedade. Nas grandes cidades é muito comum observar moradores de rua - de todas as idades, inclusive crianças - fazendo uso desta droga.

Cabe a reflexão sobre a origem daquelas pessoas: muitos já nasceram em condições de miséria comparáveis àquela em que estão, mas certamente muitos daqueles dependentes químicos, hoje à margem da sociedade, tinham uma vida bem-sucedida e estruturada, vida esta que trocaram pelo crack.

O uso do crack e suas consequências tornam possível dizer que atualmente o crack tornou-se uma epidemia, portanto, uma questão de saúde pública.

O crack é uma mistura da pasta-base de cocaína refinada com bicarbonato de sódio e água. Muitas vezes a mistura é falsificada com o acréscimo de cimento, cal, querosene e acetona, para aumentar o seu volume. Quando aquecida, a mistura separa as substâncias líquidas das sólidas.

As substâncias líquidas são então descartadas e as sólidas são convertidas na "pedra de crack" que, com a utilização de um cachimbo, é então fumada e absorvida pelo corpo em quase 100% do total ingerido. A via inalatória confere à droga um tempo de ação e um poder viciante extremamente rápidos, o que tem tornado o crack um verdadeiro flagelo.

O consumo do crack é maior que o da cocaína, pois é mais barato e seus efeitos duram menos. Por ser estimulante, ocasiona dependência física e, posteriormente, a morte por sua terrível ação sobre o sistema nervoso central e cardíaco. Em decorrência de sua ação sobre o sistema nervoso central, o crack gera excitação, dilatação das pupilas, aceleração dos batimentos cardíacos, aumento da pressão arterial, suor intenso e tremores,

Por ser inalado, o crack chega rapidamente ao cérebro, por isso seus efeitos são sentidos quase imediatamente - entre 10 a 15 segundos - no entanto, tais efeitos duram em média 5 minutos, o que leva o dependente químico a usar o crack muitas vezes em curtos períodos de tempo. Daí o grande poder que o crack possui em causar dependência.

Após tornar-se dependente, o indivíduo desenvolve um quadro de depressão e sente um grande cansaço, além de sentir a “fissura”, que é a compulsão para usar a droga, que no caso do crack é avassaladora. O uso contínuo leva o dependente químico a tornar-se extremamente agressivo, gerando paranoias, daí a gíria “nóia”, como referência ao usuário de crack. Também pode causar problemas mentais críticos, doenças respiratórias, risco de acidente vascular cerebral (AVC) e infartos são as consequências mais comuns do uso do crack.

A falta de apetite comum nos usuários de cocaína é intensificada nos usuários de crack. Um dependente químico de crack pode perder até 10 kg em um único mês.

Os efeitos psicológicos são euforia, sensação de poder e aumento da autoestima. A dependência se constitui em pouco tempo no organismo. Se inalado junto com o álcool, o crack aumenta o ritmo cardíaco e a pressão arterial o que pode levar a resultados letais.

O tratamento contra a doença é muito complexo e necessita, de uma assistência multiprofissional adequada, apoio da família, inclusive sob orientação médica, e muita força de vontade por parte do dependente químico que faz uso da droga. Mas, apesar das dificuldades é possível se livrar da dependência do crack.

A Clínica de Recuperação Revive atua há mais de 20 anos na área da Dependência Química obtendo excelentes resultados. Com Tratamento diferenciado para dependentes do crack, dispomos de equipe especializada composta por médico psiquiatra, psicólogos, enfermagem e terapeutas com especialização em dependência química. Realizamos um Tratamento amplo e completo que abrange a reabilitação física, mental, emocional e espiritual de nossos pacientes. Entre em contato conosco e agende uma visita, nós podemos te ajudar!

 

 

× WhatsApp